segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Tomar consciência de si mesmo...

Me lembro como se fosse ontem...

Estava saindo do karaokê com meus pais e meu irmão... Não tinha mais que nove anos. Fui tentar abrir a porta do carro, mas assim que coloquei a mão na maçaneta, tive uma das epifanias mais intensas da minha vida.

Naquele instante eu sabia que eu era eu mesma, de verdade. Que aquela mão era minha, que meus pensamentos eram só meus.

Não tive mais percepção do tempo, nem do espaço.

Fui tomada pelo sentimento de ter consciência de mim mesma. Já não era mera representação.

Algumas pessoas riem. Mas é porque elas ainda não experenciaram nada parecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Delire...