sábado, 29 de janeiro de 2011

Vazio dentro do caos

Andei revirando minha estante, procurando algo para ler. Nada de novo. Nada que gostaria de revisitar. Não ainda. Apesar de gostar da sensação de estar sozinho, às vezes sinto que não sei muito bem o que fazer com essa solidão. Era mais fácil, agora não mais.Envolta no caos de pessoas e palavras me sinto confortável: um conforto vazio, quase supérfluo, mas encantadoramente contente.
Não sei o que quero, não consigo terminar esse livro. Vario entre extremos, entre o desejo do deserto e a reclusão do inverno gélido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Delire...