quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

O toque

Como um revolucionário inconformado que tende à depressão, mascaro de otimismo a necessidade de me sentir bem, mas não conseguir mudar o mundo. Me apego ao sutil detalhado, esculpido dentro do olho de uma estátua cega.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Delire...