domingo, 26 de setembro de 2010

E a audiência?

Palco, palco, palco...

Público que parece ter de estar ali para dar sentido à uma existência que, muitas vezes, perde as sutilezas jogadas no ar...

Um comentário:

  1. Talvez não seja efetivamente necessário um público para que o poeta seja poeta. Mas este é indispensável para que o ouvinte possa ser.

    ResponderExcluir

Delire...