terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Incompreendidos

Será possível sentir-se incompreendido quando não se é mais tão jovem?

Na tentativa indiscreta de me expressar, acabo por sentir-me constrangida, culpada. Presa em um manto fosco que sufoca-me e denigre minha consciência.

Buscando formas de me expressar, descubro que as mais sinceras são as mais complexas.

Como compreender a dimensão de algo muito amplo???

Falamos de amor, falamos de amizade, falamos de desejo... Mas o quão realmente nos fazemos entender quando falamos?

Meu S não pode ser o mesmo S que o seu.

Mas em algum momento sempre sabemos: apenas sabemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Delire...